quarta-feira, 25 de abril de 2007

...na nossa velha infância!

Por favor, alguém pode me dizer onde esconderam a infância?
Onde estão as Barbies, o Playmobil e a Mola-maluca? A Ilha de ‘Lango Lango’ com certeza voltou a ser habitada pelos monstrinhos, porque do planeta terra eles foram extintos!
E os desenhos animados? Ursinhos Gummi, Jetsons, Cavalo de fogo, Popples e Popeye, seriam mesmo tão ruins a ponto de serem trocados pelos Teletubbies, Pokemon, Digimon ou Dragon Ball Z?
E os Muppet Babies? Meu trauma de infância foi nunca ter visto o rosto da Babá!
Me bate uma saudade inexplicável só de lembrar das festinhas americanas, das brincadeiras de ‘elástico’ ou de bicho da fruta. Consigo sentir o cheirinho de talco no meio do ‘fluf’, e o gosto das tardes de brigadeiro. Inesquecível!
Quem nunca sentiu pena do Cirilo, ou não teve vontade de dar um beijo na romântica Laura? E a professora Helena, que saudade!
Depois do Carrossel, vieram as Chiquititas com orfanato ‘Raio de Luz’, que nos proporcionaram noites incríveis e os melhores passos de dança de toda nossa vida!
Os meninos eram felizes com suas carretilhas, os ‘tazos’ e o Autorama.
Jogo da vareta, ursinhos da Parmalat, Atari, Pogobol, Microfone da Xuxa, bombons Lollo, Cubo mágico, Pense bem, Banco imobiliário... Porta da esperança, Programa Livre, Xou da Xuxa, Beverly Hills, Punk a levada da breka, Escolinha do professor Raimundo, Tv Colosso... E ai, eu pergunto: Que lembrança as crianças de hoje terão, daqui 10 anos!?
As tardes inúteis na frente de um computador, horas desperdiçadas no msn, jogos violentos e sites totalmente sem conteúdo. Músicas que falam sobre o amor, mais, o que é o amor?
Ta tudo precoce demais. E tudo assim, muito sem graça!
Eu posso ser totalmente nostálgica, e até parecer velha demais falando sobre isso, mais sabe, acredito que não vai existir tempo melhor que esse. E mesmo eu passe o resto vida sem saber quem era o Mestre dos Magos, vou trazer comigo a certeza de que tive uma infância verdadeiramente feliz. Mas que essa, infelizmente, foi a ultima delas.

"Lango Lango! Lango Lango!
Os monstrinhos da Ilha de Lango Lango chegaram pra divertir você!
Eles vão vibrar, cantar, dançar e até defender você!
Monstrinhos da ilha de Lango Lango!
Lango Lango! Lango Lango!"

quarta-feira, 18 de abril de 2007

Uma pirueta, duas piruetas...

Acho mesmo que a comédia é a alma do Brasil. Temos sim MPB, e temos bons atores dramáticos, mas, que me desculpem todos esses que nos fazem chorar, prefiro as boas e saudáveis gargalhadas a uma cena de suspense.
Já nascemos chorando, porque não aproveitar os bons momentos e deixar aquela gargalhada sair assim, como se deslizasse dentro de nós?
Nossos melhores momentos são guardados pela lembrança de uma pessoa que nos fez sorrir. Nos melhores dias, tem sorriso. Nas melhores pessoas existe o sorriso!
E mais do que sorrir, fazer sorrir é um dom! E acredito, mesmo, que pessoas com tal dom não deveriam nos deixar. Jamais.
Nair Bello passou a vida não só sorrindo, mas fazendo com que milhares de corações brasileiros explodissem de alegria e passassem a ter, por menor que fosse, um pedacinho de felicidade dentro de si.
A típica brasileira, que sorria até mesmo com as desgraças. Aquela que colocava o bom humor onde quer que fosse, é aquela nos faz tristes com sua partida.
Aos 75 anos e com falência múltipla de órgãos, Nair morreu às 13h06 desta terça-feira, no Hospital Sírio-Libanês, em SP, onde estava internada desde o dia 11 de novembro de 2006, quando passou mal e teve três paradas cardíacas em um salão de beleza.
Nair Bello nasceu em São Paulo em 1931 e iniciou sua carreira como locutora da antiga Rádio Excelsior, em 1949, aos 18 anos. Seu primeiro trabalho na televisão aconteceu em 1950, como garota propaganda. E desde ontem, tornou-se uma estrela no céu. Uma estrela, em todos os sentidos!
Concordo com Pedro Bial quando, diz que 'morrer é ridículo'. E é mesmo!
Nosso picadeiro ficou na falta de algo, mas gente viva nesse grande circo, tendo como exemplo, ela: que viveu feliz, e sorrindo, sempre!


"Dizem que quem ri muito, vive mais. Acho que ela viveu pouco considerando a quantidade de risos que deu".
Raul Gil, amigo de Nair a mais de 50 anos.

terça-feira, 17 de abril de 2007

Reflexo - Igor Cotrim


Ela passou o mês inteiro
Trancada no banheiro na frente do espelho
Ela tirou o ano inteiro
Pra se consertar

Obsessão
Sessão de obsessão
Sessão após sessão

Maquiagem, balaiagem, hidratação
Alisamento, escovamento, depilação

Ela passou o mês inteiro
Trancada no banheiro na frente do espelho
Ela tirou o ano inteiro
Pra se reformar

Obesessão
Sessão de obsessão
Sessão após sessão

Manicure, pedicure, esfoliação
Lavagem, raspagem, cauterização

Drenagem linfática, botox, vasoterapia
Feito Pilatos vou até a pia
E de você eu lavo as mãos

É tanta cirurgia
Sutura em saturação
Serra nariz, aumenta peito, corta papo
Sobe a bunda, bota coxão

E faz descoloração
Do próprio reflexo
Que já não tem mais nexo
Uma hora ele tá côncavo, outra hora tá convexo

O seu reflexo
Já está condicionado
De tanto fazer chapinha
Ficou tudo chapado

Liso curto
Crespo longo
Encaracolado
Penteou, não ficou bom
Bota do outro lado

Do outro lado do espelho o que é que você vê?
Veja você, não saber envelhecer
Do outro lado do espelho diz aí o que você quer ver?
Mas reflita se o reflexo reflete
Realmente quem é você

Ou se o seu reflexo
Está condicionado
Por um complexo
Condicionador
Porque educação também é assunto de banheiro!

Ontem, acabei por deixar uma orientação de projeto, pra junto com meus antigos (e quem sabe, futuros) colegas de JNL, assistir a uma palestra com Tico Santa Cruz, vocalista da banda ‘Detonautas’, juntamente com o grupo ‘Voluntários da Pátria’.
Com o tema “Por um Brasil culturalmente mais forte”, iniciou então o ‘CMPRC – Circuito de música, poesia e reflexões coletivas’, de uma maneira totalmente diferenciada e criativa. Fugindo totalmente das monotonias que normalmente encontramos em eventos como esse, fizeram com que os estudantes colocassem suas idéias em exposição, subindo ao palco e mandando ver nas canções, poesias ou mesmo suas opiniões.
Com um contexto diferenciado, levaram a idéia de ordem aos que assistiam, deixando transparecer muita emoção e principalmente, demonstrando um enorme interesse pelo futuro do Brasil.
Tico Santa Cruz mais uma vez se mostrou não só um talentoso vocalista, mas sim um audacioso cidadão e totalmente intimo das palavras. Sabe falar e transpor sentimentos e idéias de uma maneira inigualável! Ainda cantou músicas da banda, e os sucessos ‘O tempo não para’ e ‘Ideologia’, do grande Cazuza.
Além dos poemas e a super interpretação de Igor Cotrim, que já trabalhou em programas como ‘Sandy & Jr’ e a novela ‘Floribela’, o grupo contava com a participação de outros artistas: poetas, músicos, interpretes... E todos merecem parabéns! Pelo bom trabalho e principalmente pela bandeira que levantaram, literalmente: “Quando falta educação, sobra violência”.


sábado, 14 de abril de 2007

Acho que essa é a 15a vez que eu crio um blog, e espero que o mesmo não termine mofando dentro de 2 meses.
Então, venho através deste nos meus dias 'normais', procurar um diário como quanto tinha 9 anos de idade. Ou com vinte, num banheiro feminino.
É mesmo uma coisa meio depressiva, e mais do que isso, uma necessidade.
E na verdade, eu nem sei exatamente o conteúdo deste blog. Talvez eu fale sobre saudade, amizade, filhos, decepções... Enfim, qualquer coisa que me tenha acontecido, e seja 'dividivel' com um estranho que pode entrar aqui dentro de 5 minutos e pensar: 'Meu, que garota escrota. Ainda pensa que escreve'. E penso mesmo!
E aí, eu me pergunto. Sim, EU acabo por perguntar a mim: Porque cargas d'agua eu resolvi fazer mais um blog? E diabos! Porque esse daria certo?
E sabe, acho que já estou encontrando as respostas. E acho que ainda tenho muita coisa pra dividir com você. Seja você quem for.
Alias, já leu aquela crônica do Jabor 'Bunda dura'? Pois bem, passo a acreditar que realmente a bunda dura, tão sonhada pelas mulheres, assim como a cinturinha fina e o cabelo da nossa amiga 'Gi' Bundchen já nem é tudo.
A verdade é quando a gente se decepciona amorosamente, ou 'ficantemente', ou seja lá como se chama, a maioria de nós, mulheres, passa a semana comendo sopa de brócolis e comprando cremes caros que prometem milagres (a gente sabe que não vai dar em nada, mas nao custa tentar pela 10a vez). Fora o que gasta renovando o guarda-roupas e as incontáveis horas na frente do espelho repetindo pra você mesma: Porra, o que eu tenho de errado? E coitada da melhor amiga, que precisa lhe repetir 20 vezes por dia: Você é linda!
Cara amiga, tenho duas noticias para lhe dar, e como sempre uma boa e uma ruim.
A boa é que não, você não tem nada de errado, PORRA!
E a ruim, e obvia, é que a resposta pra isso tudo é: sexo masculino. Não importa o endereço, o signo e menos ainda as coisas bonitas que ele lhe falou, ele é homem!
Então, acredite, sua bunda dura não vai importar quando a próxima for mais 'ligeira'. Ele talvez nem olhe a bunda dela! Vai simplesmente pensar: Opa! Mais uma pra minha lista que não terá fim. Jamais.
E ai minha querida, pouco importa o seu conteúdo. Seu príncipe acabou de cair do cavalo, mais acredite: ele é quem vai quebrar a cara!

Deem uma lida no seguinte link:
Desabafo!

Beeeeeijo!